Bispo Augusto Dias
 

Blog



Shadow
O perdão é de graça

O perdão é de graça

Conta-se uma história antiga de um delinquente condenado á pena de morte pelo rei. Seria enforcado em praça pública.

Porém um dia antes da sua execução, veio a sua cela um emissário do rei com uma mensagem.
- Não quero receber nada que venha do rei, pode levar a sua mensagem de volta, não quero ouvir – gritou o condenado.
O guarda da prisão, insistiu:
- ouça o que o rei tem a lhe dizer.
Foi inútil. O Condenado não queria definitivamente ouvir a mensagem do rei.
No dia seguinte enquanto caminhava para o cadafalso, um guarda sussurrou ao ouvido do delinquente:
- você é tolo, a mensagem que você rejeitou ontem foi o seu indulto. O rei o estava perdoando.
A história termina registrando o grito desesperado do homem na hora da morte:
- “estou morrendo”
repetia os prantos – “não porque cometi um delito, mas porque não aceitei perdão”.
 Essa história lhe diz alguma coisa?
 Pois o Senhor Jesus na cruz do calvário  já nos concedeu perdão; agora só cabe a nós aceitar. Você não precisa andar mais angustiado pelas lembranças do seu passado. Se existe algo que não tem mais conserto é o passado. A história é história e ninguém pode muda-la.
 “Não adianta chorar pelo leite derramado”, afirma um ditado popular. Os braços de Jesus estão abertos em forma de cruz prontos para receber-lo, se você arrependido correr para eles. Caia aos pés da Cruz e confesse seus pecados. Não os negue, nem os esconda, seja sincero. Não tente justificar-se, apenas reconheça e confesse. Na cruz do calvário o Senhor Jesus morreu um dia, por todos os pecados de todos os homens, de todos os tempos. Ali já foram perdoados todos os seus pecados. Portanto, não é por causa da confissão e do arrependimento que Jesus decide perdoá-lo. O preço do seu perdão já foi pago, mais para que esse presente de amor, que é concedido pela graça, tenha valor, é necessário que você confesse o seu pecado. João 3:16 afirma:
Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”
“Todo o que nele crer”.
Você compreende? Não é para todos, é apenas para ” todo o que nEle crer.
Quer dizer, não há mais nada que se possa fazer para salvar o ser humano. O Resgate já foi pago, mas precisa haver uma aceitação pessoal dessa oferta. Este é o papel da confissão…. Não espere mais; ore agora mesmo.

“Deixe o seu comentário”

Shadow
Há Solução para o perdido

Há Solução para o perdido

Ao longo de quase 20 anos apresentando Jesus Cristo como a única solução para os problemas humanos, tenho visto prostitutas, homossexuais e marginais da pior espécie serem transformados pelo glorioso poder do Espírito Santo.

Davi descreve, num só verso, como Deus age com o pecador arrependido: “Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama; colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos. Sal. 40:2.

O salmista está falando aqui da prisão. O pecado aprisiona, escraviza, não permite você ir aonde quer, tira sua liberdade.

Nas prisões daqueles tempos não havia banheiros. Eram poços imundos, asfixiantes. Davi o chama “tremedal de lama”. Quando o salmista deixou-se arrastar pelo pecado, foi parar literalmente no fundo do poço. Sem saber mais aonde ir nem o que fazer com a vida, clamou por socorro e o Senhor apareceu. Jesus sempre está pronto a aparecer na vida de qualquer ser humano que clama por perdão. Mas Ele nada pode fazer por alguém que tenta “justificar”, “racionalizar” ou “explicar” suas ações erradas.

O texto diz: “Colocou-me os pés sobre uma rocha…” Quem é essa rocha? Jesus, a Rocha dos séculos. O pecador agora está livre, perdoado e justificado na rocha. Salvo em Cristo, porque “não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos”. Atos 4:12.

O trabalho de Jesus não termina aí. O salmo diz: “… me firmou os passos”. Se você tenta ser um cristão, descobre que não é fácil andar com firmeza. A estrada está cheia de perigos e tentações. Quantas vezes os pés vacilam e você escorrega, chegando a sangrar.

Clique no Player abaixo e veja as imagens:

Jesus é a única solução. Ele não é apenas seu salvador, é também seu sustentador. Ele o levará até a vitória final. Ele completará em você a obra que iniciou. Por isso, diga com gratidão em seu coração: “Tirou-me de um poço de perdição, de um tremedal de lama, colocou-me os pés sobre uma rocha e me firmou os passos.”

“Deixe o seu comentário”

Shadow
A história dos dois anjos

A história dos dois anjos

Era uma vez dois anjos que estavam viajando e foram passar a noite na casa de uma família rica. Embora vivessem numa bela mansão, aquelas pessoas eram más e egoístas e não permitiram que os anjos dormissem em um dos quartos de hóspedes da casa.

Antes os colocaram para dormir no porão frio e húmido. Quando eles estavam preparando suas camas naquele chão duro, o anjo mais velho viu um buraco grande junto à parede imediatamente, com seu poder fechou aquele buraco.

O anjo mais jovem, que não estava gostando nada do lugar onde haviam sido colocados para dormir, quis logo saber o porquê de ajudar pessoas como aquelas. Às coisas nem sempre são o que parecem, respondeu o anjo mais velho.

Na noite seguinte, os anjos encontraram repouso em uma casa humilde onde vivia um casal bondoso e hospitaleiro. Eles dividiram com os anjos a pouca comida que tinham e os colocaram para dormir em seu próprio quarto, indo eles mesmos dormir na sala.

Na manhã seguinte, ao acordar, os anjos encontraram a pobre mulher desesperada e chorando muito. É que a única vaca que eles possuíam havia morrido. Era dela que eles tiravam o sustento vendendo seu leite. O anjo mais jovem ficou furioso e perguntou ao mais velho por que ele havia deixado aquilo acontecer com pessoas tão boas.

“ A primeira família tinha tudo e você ainda consertou a casa deles.  A segunda família, com tão pouco, você permitiu que a vaca morresse?”, acusou ele. “ As coisas nem sempre são o que parecem, respondeu o anjo mais velho.

“ Na noite passada quando dormimos no porão, eu notei que havia ouro deitado debaixo daquele chão. Como o dono da casa era muito egoísta e não aceitava usar aquela fortuna para ajudar os pobres, eu fechei o buraco para que ele nunca pudesse encontrá-lo.

Esta noite, quando dormíamos na cama do casal pobre, o anjo da morte veio para buscar a esposa, mas eu conversei com ele e convenci a levar a vaca. Como lhe disse, as coisas nem sempre são o que parecem. Essa história nos ensina uma grande verdade.

O senhor Jesus disse que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. Esse é na verdade, o exercício da fé. Confiar em Deus quando tudo parece estar contra nós. Agimos assim, mais depois, vamos entender claramente que por todo o caminho o Senhor nosso Deus esteve sempre connosco.

“Deixe o seu comentário”

Shadow
O VENENO DA VINGANÇA

O VENENO DA VINGANÇA

A vingança é uma reação natural diante das injustiças. Poderia até ser considerada justa, do ponto de vista humano. É natural pensar que quem faz algo prejudicial contra outrem deve receber o que merece. Mas o conselho bíblico de hoje é: “Não digas: Vingar-me-ei do mal, espera pelo Senhor, e Ele te livrará. Prov. 20:22.

Dá a impressão de que Deus quer que você aceite passivamente as injustiças. Por que o justo deve suportar em silêncio o abuso do injusto? A segunda parte do provérbio de hoje traz a resposta. A vingança causa mais dano a quem pratica do que a quem a recebe.

Qualquer tipo de vingança, antes de ser uma realidade, é um coquetel de emoções negativas: ódio, raiva, rancor, ira, mágoa e desespero. Esses são sentimentos próprios do coração natural. Mas o fato de serem naturais não significa que sejam corretos. Ao contrário, é um aglomerado de veneno que destrói as coisas mais puras que o ser humano tem. É como ácido que corrói valores, princípios e principalmente a paz do coração. Por isso, a promessa é: “Ele te livrará.” A pessoa vingativa vive em escravidão.

Outro dia, li a historia de um homem que matou o seu ex-sócio. Este havia se apoderado da empresa que era de ambos. “Eu confiei nele”, dizia; “e ele me traiu.” Durante vários meses, a vítima do engano estudou a maneira de vingar-se. Foram meses de angústia, dor, vergonha, ódio, rancor e raiva, que o levaram a encomendar o assassinato do ex-sócio.

Lamentavelmente, hoje ele passa os dias, as semanas e os meses na cela de uma prisão. “Deveria estar feliz”, Dizia ainda ele, “mas não estou. Meu coração continua sendo um poço de mágoa, raiva e ódio.”

Por isso, o provérbio de hoje diz: “Espera pelo Senhor, e Ele te livrará.” Livrará do que, se a injustiça já foi cometida? Ele o livrará do ódio, do rancor e da raiva, que são os piores algozes que uma pessoa pode carregar. O pior dano que alguém pode fazer contra você não é o ato de injustiça em si, mas o veneno que deixa em seu coração e que vai destruindo sua vida lentamente.

Você pode escolher livrar-se desse veneno. Peça forças a Deus e: “Não digas: Vingar-me-ei do mal; espera pelo Senhor, e Ele te livrará.” Tenha um dia feliz, sem mágoa nem rancor.

“Deixe o seu comentário”

Shadow
Será que você se converteu?

Será que você se converteu?

O que é, afinal, a conversão? É a  mudança de direção, mudança de caráter e de personalidade. Você precisa fazer a sua parte para mudar, isto é, precisa crer na Palavra, aceitá-la e se esforçar para colocá-la em prática na sua vida.

Entretanto, só isso não basta, porque é a própria Palavra de Deus que nos purifica de tudo o que não agrada ao Senhor. Quem atua para que a Palavra transforme a sua vida é o Espírito Santo.

Você sente que algo mudou dentro de você depois da sua conversão? Não me refiro ao fato de haver recebido uma cura, a libertação dos demônios ou ter alcançado a solução de um problema, porque isto conquistamos pela fé, mas pergunto a respeito de mudança interna, no coração. Leia mais…

Shadow