Bispo Augusto Dias
 

Blog



Shadow
Abraão. E Agora? O que faço?

Abraão. E Agora? O que faço?

O Egito parecia ser a solução lógica. Afinal, Deus mandara Abrão partir para uma terra que aparentemente não havia nada. Infelizmente isso tem acontecido com várias pessoas dentro da igreja a cometer esse erro.
Clique e veja o Vídeo!

 

“Deixe o seu comentario, pós ele é importante”

Shadow
Eu estive lá… E não desejo isso pra ninguém!

Eu estive lá… E não desejo isso pra ninguém!

Bispo muito forte essa palavra, gostaria de ter dado ouvidos antes. Eu era firme na igreja, e pouco a pouco, de pecado em pecadinho fui me afastando, quando vi já não falava mais com Deus, comunhão nem pensar, era só aparência, não demorou para que os espinhos me sufocassem, e assim me afastei de vez. Voltei para o mundo, fiz coisas horríveis, para o senhor ter ideia até amante fui, saltava de relacionamento em relacionamento sem sucesso, adoenci de uma doença que não tinha cura, e apesar de muito estudar não tinha sucesso, várias vezes pensei no suicídio, nunca tive coragem de tirar minha vida, mas vontade não faltou, literalmente andava em círculos. Mesmo assim o pecado me mantinha, eu não conseguia largar, não conseguia, cheguei até pensar que não tinha problema não, se a morte chegar, eu peço perdão antes de morrer, Deus vai ter misericórdia, vai dar tempo, que pensamento maligno. Bom bispo, chegou um dia que eu olhei para mim, lembrei da minha vida como era quando eu estava em comunhão com Deus. Sabe o simples gesto de fazer uma oração, pedir a Deus ajuda, e saber que Ele esta a nosso favor. Como fazia falta. Eu lembrava das experiências de fé que eu tive no passado, lembrava como era maravilhoso. E então e fui em busca na minha consciência do real motivo que me afastou… Pensei muito mas nada vinha, eu cheguei a pensar que foi por causa da vida sentimental, ou que me afastei por trabalho, amizades, mas nada fazia sentido ainda. Então eu cansei de perguntar e parti para pedir ajuda, não importava o que fosse, eu iria largar dessa vez não me perder, assim foi, procurei uma obreira, ela prontamente me ajudou, passou vir me buscar em casa, me acompanhar. Eu me batizei nas águas de novo, decidi, e com essa definição, troquei o número de celular, me afastei de muitas amizades, na faculdade percebi que poderia cair, larguei também, troquei de trabalho, bispo eu fiz uma reviravolta, mudei tudo o que tinha que mudar, ou que pudesse me arrastar de volta, sem sentimento. Com o passar do tempo eu descobri a raiz do meu esfriamento: eu não colocava Deus em primeiro, assim eu passei a não ter mais tanto tempo para ir a igreja porque tinha muitos afazeres, muito trabalho e estudo, com isso eu fui deixando de vigiar, orar, e então passei a conviver mais com as coisas do mundo, e assim eu dei a brecha necessária para cair. Eu não cria mais na minha oração porque não tinha mais a consciência limpa, e a fé depende disso para funcionar. Estou escrevendo bispo pois sei que de alguma maneira posso ajudar alguém contando minha história, e gostaria de dizer: “Eu estive lá mundo, no começo é doce e a gente tem a sensação de que podemos fazer tudo o que nossa carne quer, e de fato podemos, mas a grande verdade é que o preço é muito alto por viver longe de Deus – e com certeza não vale a pena, porque a verdadeira vida só Deus pode nos dar. ” Hoje eu estou curada de Epilepsia, eu tinha crises horríveis na rua, tive um encontro com Deus, tudo mudou, estou lutando por todas as áreas da minha vida e tenho a paz de saber que Deus está no controle, e isso não tem preço.

Colaboração de Camila Vieira

“Deixe o seu comentário, pós ele é importante”

Shadow
Espinhos…?

Espinhos…?

O Temor e a Fidelidade leva-nos a considerar Deus como o Primeiro nas nossas vidas; A nossa luta contra o pecado é mais que diária; O pecado é algo maléfico e destruidor que o homem não consegue compreender completamente, porque muitas vezes o homem peca pensando estar fazendo algo correto.  Veja o vídeo abaixo!

“Deixe o seu comentário, pós ele é importante”

Shadow
A promessa da Serpente!

A promessa da Serpente!

Quantas pessoas no nosso meio por causa de uma promessa falsa, vivem voltando à estaca zero? Qual tem sido um dos erros mais comuns entre os que dizem ser de Deus e conhecer a Verdade? Veja o vídeo abaixo.

“Deixe o seu comentário, pós ele é importante”

Shadow
Você está preparado?

Você está preparado?

O mundo ainda não se recompôs da tragédia que nestas últimas semanas encheu os nossos corações de dor e revolta. Um indivíduo, alegadamente sofrendo de problemas psicológicos graves, decidiu acabar com a sua vida e a de mais 149 pessoas, arremetendo o avião que pilotava contra uma montanha dos Alpes franceses.

Segundo os dados técnicos disponíveis, a tragédia iniciou-se 8 minutos antes da colisão, quando o infeliz co-piloto decidiu iniciar a queda abrupta e constante do avião até o choque final com a montanha rochosa.

Entretanto, de acordo com as informações que vêm chegando, as suas 149 vítimas só perceberam a realidade trágica que delas se aproximava a escassos momentos da colisão do avião contra a montanha. Segundo registros gravados, só se ouviram os gritos das vítimas, momentos antes do desastre.

Não imagino o que seja ver a morte à frente sem poder fazer nada para escapar. Uma coisa é certa: todos aqueles passageiros, que naquela fatídica manhã entraram naquela aeronave em Barcelona, acreditavam que a mesma os levaria em plena segurança até a cidade de Düsseldorf, na Alemanha. Ninguém ali escolheu a tragédia, muito menos contava com ela.

Quantos risos, alegrias, esperanças e expectativas foram partilhadas durante os minutos de vôo anteriores à tragédia? Certamente muitos.

Mas, a certa altura, alguém colocou o relógio daquelas vidas numa contagem regressiva de 8 minutos. 8 minutos até à colisão fatal. 8 minutos finais de uma existência desejada, mas bruscamente interrompida.

Qual é a maior tragédia?

A questão crucial nesta história não deve ser a das causas que levaram aquele co-piloto a provocar uma tragédia destas – ainda que mereça muita atenção e reflexão – mas saber em que condição espirítual estavam todas aquelas vidas.

É melhor estar sempre preparado

Toda a nossa vida é uma verdadeira viagem para um destino previamente escolhido. Se eu escolho viver com Deus e relacionar-me com Ele através da Pessoa do Seu Filho Jesus Cristo, tenho a vida eterna, estando por isso preparado para, em qualquer momento da viagem, partir para a presença de Deus, em paz e segurança, sabendo que Ele me receberá nos Seus braços de amor e perdão. Mas se escolho viver independentemente de Deus, não dando valor ou sentido aos Seus convites e apelos para que me reconcilie com Ele através do reconhecimento e confissão dos meus pecados, estarei despreparado, arriscando-me a enfrentar a condenação e separação eterna a qualquer momento em que a viagem da vida seja interrompida.

É por isso que Deus nos alerta: “Lembra-te do teu Criador nos dias da tua mocidade, antes que venham os maus dias…”. “Prepara-te para te encontrares com Deus”.

Ninguém é o senhor do seu destino. Ninguém consegue adivinhar o dia ou a maneira em que vai partir para a eternidade através da morte física. É melhor estar preparado para quando essa interrupção se der. É melhor entregar a sua vida nas mãos de Deus e depender dEle, confiando na Sua capacidade de nos guardar de todo mal, ou preparar-nos para enfrentá-lo com plena confiança e certeza do destino maravilhoso que Deus tem preparado para todos aqueles que O amam.

“Entrega o teu caminho ao Senhor, confia nEle, e o mais Ele fará” – Salmo 37.5

“Deixe o seu comentário, pós ele é importante”

Shadow